RS terá programa de crédito e negócios

O Piratini lança hoje o Programa RS Trabalho, Emprego e Renda - RS TER. A iniciativa pretende capacitar pessoas para a gestão de seus negócios e atuar sobre a crônica dificuldade de acesso a crédito, gerando trabalho, emprego e renda por meio da criação e da sustentação de negócios embrionários, micro e pequenas empresas.


A proposta une governo, setor produtivo, ensino e extensão e o terceiro setor, e é coordenada por Secretaria do Trabalho e Assistência Social (STAS) e Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS). Podem ser beneficiados pelo programa empreeendedores da agricultura familiar, de negócios informais, pequenos produtores rurais, microempreendedores individuais (MEIs) e microempresas com faturamento máximo de R$ 4,8 milhões por ano. O programa de crédito, um dos mais ambiciosos do programa, prevê linhas de capital de giro, para pagar contas, comprar matéria-prima, estoque e salários, e para investimento, destinado à aquisição de bens ou amplicação e/ou modernização do negócio.


Há previsão de microcrédito, com valores entre R$ 100 e R$ 20 mil, com garantia do RS Garanti (associação garantidora de crédito), aval ou aval solidário, que será operacionalizado por instituições de microcrédito já existentes e cooperativas de crédito, e crédito regular, a partir de R$ 1 mil, que será oferencido por cooperativas de crédito, bancos privados e públicos. Nesse caso, haverá necessidade de garantias reais e/ou pessoais com alternativas de recorrer a fundos garantidores (FGI - Fampe) e ao RS Garanti.



27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo